5 gotas e nenhum remorso

São três da tarde em um remoto vilarejo da Republica Democrática Popular do Laos. Embalo-me nos sabores de um chá verde local (muito embora ele seja laranja) e escutando a transcendência das melodias do rock’n roll norte americano dos anos 60, as musicas que embalaram o período da mais sangrenta guerra que a região (e o mundo) já conheceu.

São três da tarde e eu não tenho rumo. A única coisa que espero da vida, neste instante, é a minha sopa de espinafre.

O café nostálgico, funcionando dentro das paredes sexagenárias de um prédio tombado como patrimônio histórico-cultural da humanidade embala os sonhos de qualquer juventude. Seja a real e palpável jovialidade da idade física ou a atemporal vitalidade dos espíritos que habitam corpos mais antigos, sentados aqui somos todos jovens motivados a conquistar. Mesmo aquele amigo mais rabugento, aquele mais pessimista e experiente em sempre prever algo de ruim a acontecer, até ele, aqui haveria de regozijar o esplendor da jornada terrena.

Nesse pedaço de banco eu tive a clareza de que a vida é boa.

Ah, minha sopa de espinafre chegou. Era como toda sopa de espinafre, mas estava quente.

2 comentários em “5 gotas e nenhum remorso

  1. Adorei o post, fale mais sobre a cultura dos lugares que você já visitou , e como e a convivência com os locais por onde você passa. 😍

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s